Agente público da SEAP-RJ estorna PIX originário de propina para o “Faraó do Bitcoins”

Escrito por Portal TPNews

7 de outubro de 2021

Categoria(s): Sistema Penitenciário

Tag(s): Rio de Janeiro

Rio – Fontes ligada a defesa de Glaidson, denunciou que nos últimos dias, que antecederam a transferência do ilustre preso para Bangu I, um servidor teria estornado uma quantia recebida, via PIX, supostamente, fruto de propina devolvida para uma conta ligada ao “Faraó dos Bitcoins.

A corrupção as voltas com clássicos da literatura brasileira na SEAP-RJ, tem sido uma constante, neste ínicio de outubro, estivemos as voltas com a obra literária do autor de um grande clássico da literatura infantil, Alberto Filho, e a fábula “A Galinha dos Ovos de Ouro”., onde um casal de ambiciosos mata a galinha dos ovos de ouro, em nome da ganância e ambição.

Embora nem sempre seja fácil de perceber, o valor de todas as coisas é sempre relativo, pois o paradoxo da cobiça e ambição é que quanto mais se acumula, menos seu portador acha que possui. E assim se desenha a prática de servidores corruptos da SEAP-RJ, ora bolas, desta vez, saindo de um escândalo para entrar em outro, estes personagens desta grande secretaria, viajaram por outra obra literária, afinal um certo servidor protegido da Central do Brasil, que teria sido até mesmo indicado para ser o prefeito de Gericinó, tem batido ponto no PIX do “Faraó dos Bitcoins”, atuando como serviçal ou assessor especial do preso, chegando inclusive a receber antecipadamente valores relativamente altos, para garantir-lhe bons préstimos durante a sua estadia no cárcere fluminense. Entretanto, com transferência do hospede ilustre para Bangu I, o serviçal de matrícula, estornou o PIX recebido, já que não poderia concluir o serviço contratado. Realmente, a criatividade dos corruptos desta pasta, surpreende até mesmo o nosso ilustre mestre da Literatura Brasileira, Ariano Suassuna, que viu plagiada, trechos de sua obra “O Alto da Compadecida”, em que João Grilo entra em uma fria ao vender para os patrões um gato que descomia (cagava) dinheiro. O certo é que alguém temendo ser pego ou denunciado, resolveu devolver a propina usando a tecnologia disponibilizada pelas instituições financeiras (PIX).

Parece mais um conto da literatura brasileira, mas, desta vez é vida real, acho até que da para escrever um livro…

Portal TPNews
Portal TPNews

Portal de Notícias Online

Compartilhe

Assine nossa newsletter

 

Nos siga nas redes sociais

 

Veja também

Offshore põe Paulo Guedes no centro da agenda política da semana…

Escândalo revela que ministro Paulo Guedes lucrou com empresa em paraíso fiscal, a cada mês algum membro da equipe de Bolsonaro é pego em escândalo. Desta vez, o ministro da Economia, Paulo Guedes, é suspeito de movimentar  milhões de dólares de forma ilegal no...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site.