INFOGRIPE ALERTA PARA ALTOS NÍVEIS DE SÍNDROME RESPIRATÓRIA AGUDA GRAVE

23 de maio de 2021

Categoria(s): Saúde Ocupacional

Tag(s):

GRÁFICO DO AVANÇO DA COVID-19

Brasília – DF – A nova edição do Boletim InfoGripe da Fiocruz alerta que muitos estados que tiveram redução do número de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave em semanas anteriores apresentam agora tendência de reversão ou aumento nos casos da síndrome, conhecida por sua sigla, SRAG.

A análise corresponde à semana epidemiológica 19, apurada de 9 a 15 de maio.

Segundo o boletim, a incidência de doenças respiratórias que, em casos graves, precisam de hospitalização ou até mesmo levam a óbito, se deve atualmente, em grande parte, a infecções pelo novo coronavírus.

Oito das 27 unidades da Federação apresentam sinal de crescimento: Amazonas, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Paraná, Tocantins, Distrito Federal e Rio de Janeiro.

Boletins anteriores do InfoGripe já apontavam que, mesmo com redução ou estabilidade, os números de casos ainda permaneciam muito altos, com forte pressão sobre o sistema de saúde.

Foi observada uma tendência de queda no número de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave na Bahia, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe e São Paulo. E foi verificada tendência de estabilização em Minas Gerais e Piauí.

Segundo o pesquisador Marcelo Gomes, coordenador do InfoGripe, desde a semana epidemiológica de número 14, diversos estados estão com valores similares ou superiores aos picos registrados em 2020, o que reforça a importância da cautela em relação à flexibilização das medidas de distanciamento social para redução da transmissão de Covid-19.

Vale lembrar que a semana 9, que fez o levantamento do número de casos de SRAG no final de fevereiro e início de março, quando todos os estados tinham níveis críticos de ocupação de leitos, apontou a incidência média da síndrome respiratória de 15,5 casos por 100 mil habitantes.

No momento, o indicador está em 11,4 casos por 100 mil habitantes, considerado ainda extremamente elevado. Portanto, se houver aumento de casos de SRAG, é possível que o quadro crítico volte.

Paulo Moisés B. Lourenço
Paulo Moisés B. Lourenço

Editor chefe do Portal TPNews.
Publicitário, Formado em comunicação Social pela Universidade Gama Filho.

Compartilhe

Assine nossa newsletter

 

Nos siga nas redes sociais

 

Veja também

Offshore põe Paulo Guedes no centro da agenda política da semana…

Escândalo revela que ministro Paulo Guedes lucrou com empresa em paraíso fiscal, a cada mês algum membro da equipe de Bolsonaro é pego em escândalo. Desta vez, o ministro da Economia, Paulo Guedes, é suspeito de movimentar  milhões de dólares de forma ilegal no...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site.