Carta de Alforria: Abolição no século XXI

Escrito por Portal TPNews

13 de janeiro de 2022

Categoria(s): Sistema Penitenciário

Tag(s):

Gostaria de externar aqui que a minha indignação quanto a fala hoje do secretário Fernando Veloso, delegado de polícia, no programa Balanço Geral da Record, de forma lamentável, apontou a categoria de policiais penais como incapaz de se autogovernar, de ter uma liderança dentro de sua própria classe, desclassificando os policiais penais sobremaneira.

O Senhor secretário, enquanto policial civil, se coloca como uma “espécie “de figura abnegada que tem como missão moralizar uma horda de pessoas imorais e subornáveis. Inadmissível! Esse cenário – que nos deixa em posição de inferioridade moral, politica, intelectual – assemelha-se com aquele de seleções africanas que têm técnicos europeus pois existe ainda uma ideia vigente – e preconceituosa – de que técnicos africanos não teriam capacidade para dirigir suas seleções.

Não podemos aceitar essa narrativa que nos rebaixa e humilha. Ademais o secretário menciona que a categoria precisará “aguardar a carta de alforria”, em pleno século XXI, como se encarnasse uma posição de libertador (encarnação da própria Princesa Isabel) de uma categoria desprovida de consciência e organização. Não podemos aceitar tal narrativa de cunho preconceituoso que nos macula, desonra e humilha.

Não há em nosso meio, nenhum agente público que sofra ou seja portador da Síndrome do Escravo Satisfeito (Quando o abuso é apreciado), não apreciamos o abuso, muito menos o desrespeito.

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS POLICIAIS PENAIS DO BRASIL

VICE PRESIDENCIA – RJ

AGEPEN-BR

Portal TPNews
Portal TPNews

Portal de Notícias Online

Compartilhe

Assine nossa newsletter

 

Nos siga nas redes sociais

 

Veja também

TERMO DE RETRATAÇÃO

O portal TP News vem publicamente retratar-se com o servidor Cássio Nogueira de Castro, quanto a publicação de matéria publicada na data (16-01), onde de forma equivocada fora mencionada o nome do mesmo. A denúncia recebida por este portal não se relaciona ao servidor...

Sistema prisional, celeiro de corrupção e crimes institucionalizados.

Rio de Janeiro - A operação realizada pela Vara de Execuções Penais do Estado do Rio de Janeiro, que teria supostamente desbaratado um esquema de corrupção na Penitenciária Jonas Lopes (Bangu IV). A operação que ocorreu por determinação do juiz Bruno Monteiro Rulière,...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site.