Deputado da Assembleia Legislativa do Estado do Rio, indica servidor ficha suja para assumir cargo de direção na SEAP-RJ

Escrito por Portal TPNews

13 de outubro de 2021

Categoria(s): Sistema Penitenciário

Tag(s): Rio de Janeiro

Rio – Recentemente, o deputado estadual Giovani Ratinho, foi interpelado mais uma vez por um servidor da SEAP-RJ, solicitando que o parlamentar intercedesse junto ao delegado e secretário da SEAP-RJ, Delegado Dr. Fernando Veloso. Giovane Ratinho atendeu o pedido, e em uma reunião com veloso onde tratava sobre o andamento do CARPADI, solicitou ao secretário da pasta a nomeação do dito servidor, e segundo servidores que se encontravam presente, o ilustríssimo secretário teria se comprometido a atender o pedido do parlamentar, entretanto, informou que o servidor em tela teria que passar pelo compliance, (sabatina do histórico funcional do indicado). O indicado, trata-se do servidor com histórico de turbulência entre corrupção processos criminais e investigação do ministério público, o histórico vai, de casos de polícia, a de denúncias de envolvimento com corrupção em sua atividade profissional na SEAP, O Policial Penal-Josef Panema, em 2011, foi exonerado com toda equipe administrativa do presídio Ary Franco, em Água Santa, zona norte da cidade do Rio, O detento especial responsável pela exoneração de toda uma equipe, era o presidente de escola de samba e contraventor, que gozava de regalias, como visitas íntimas e alimentação diferenciada, o que acabou por derrubar toda diretoria do presídio Ary Franco, em Água Santa. A Secretaria estadual de Administração Penitenciária (Seap) exonerou o diretor, Marcos Pinheiro; o subdiretor, Joseph Garcia Panema; e o chefe de segurança Gustavo Cruz, depois de receber denúncia anônima, repassada pelo Disque-Denúncia, de que o presidente da escola de samba Vila Isabel, Wilson Vieira Alves, o Moisés, preso na unidade, havia recebido a visita de uma prostituta em sua cela, no dia 18 de janeiro, além de ser encontrado carnes para churrascos e outras regalias..

https://extra.globo.com/noticias/rio/diretor-do-presidio-ary-franco-exonerado-por-conceder-regalias-preso-933854.html

https://recordtv.r7.com/balanco-geral-rj/videos/diretoria-do-presidio-ary-franco-no-rio-e-exonerada-por-dar-regalias-para-preso-18022020

Já em 2017, Josef foi exonerado do Presídio Evaristo de Moraes, acusado de envolvimento em fraudes, venda de gelo, carnes e refrigerantes, burlando ou concorrendo com cantineiro da época, quando foi afastado pelo ex Secretário Coronel Erir Ribeiro da Costa Filho, uma sindicância foi instaurada, e a conclusão fez com que se instaurasse um processo administrativo disciplinar que tramitou na 3 comissão permanente de inquérito administrativo, que devido a forças sobrenaturais, teria sido arquivada pelo ex-secretário Alexandre Azevedo, entretanto, o cumpliance não pararia por aí se o servidor em tela não tivesse envolvido em outros caso de policia, claro, se isso for realmente sério, na gestão do Secretário que arquivou seu seu PAD.

Josef Garcia Panema, também foi alvo na Operação “Hiperfagia”

Josef Garcia Panema, também foi alvo de investigação iniciado em 2018, na gestão do delegado DAvid Antony, PIC MP/ RJ 2018.010112334, que culminou na operação “HIPERFAGIA” em 2020 , onde Josef Garcia Panema, foi alvo da medica cautelar 0024528- 53.2020.8.90204 de busca apreensão, em sua residência, no bairro de Marechal Hermes, onde teve apreendidos três aparelhos celulares, sendo um dos aparelhos apreendidos considerado telefone Bucha, segundo apuração da policia civil, Josef, que volta a ser candidato para assumir cargo em direção de unidades prisionais, na Gestão do Delegado Fernando Veloso, teria tido seu carro fotografado em frente a empresa “Cozinha industrial de Alimentação Global Service”, situada na Avenida Brasil, , o veículo oficial, seria o Ford Focus placa KYS 9217, flagrado pela inteligência da Policia Civil, no dia 0nze de julho de 2019 as 09h15hm, a empresa era fornecedora de alimentação e lanches na unidade Vicente Piragibe, onde coincidentemente, o candidato a novo cargo em direção prisional, era diretor na época.

O retorno de servidores com histórico tenebrosos a cargos de relevância na Secretaria de Estado de Administração Penitenciaria do Estado do Rio de Janeiro, tem causado descredito para administração do atual Secretário da pasta, junto a sociedade civil, servidores probos e com a própria imprensa. Ouçam o áudio a seguir, e observem que a imprensa analisa que os escândalos envolvendo a pasta prisional, já superam a do ex-secretário Raphael Montenegro, preso pela Polícia Federal, acusado de associação ao crime organizado.

Como bem disse o Ancora Rodolfo Schneider, a nomeação de servidores para assunção de cargos chaves tem sido uma verdadeira “avacalhação”, principalmente nos que diz respeito ao compliance,

Qual é o papel de compliance?

Compliance vem do verbo em inglês “to comply” e, na tradução, significa estar em conformidade com normas, leis, regulamentos, políticas e diretrizes estabelecidas. Seu papel é garantir relações éticas nas instituições.

Entretanto nomeações de servidores com vasto histórico de relatos de envolvimento em corrupção, fraudes, e escândalos, trata-se da prática da complacência, cumplicidade, dentre outras que nem convém citar.

Josef Garcia Panema, também é investigado pela DRACO, por suspeita de planejar a morte de um jornalista, juntamente com Luciano de Lima Pinheiro Fagundes condenado e preso por associação ao tráfico, lavagem de dinheiro etc.. e Marcelo de Jesus, a policia investiga o plano que executaria o jornalista na avenida Pastor Martim Luther king.

O Portal de Noticias TPNEWS, usou como fonte, matérias jornalísticas do jornal O Globo, Jornal Extra, O Dia, Bande News FM, Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, Arquivos do Ministério Público do Estado do Rio de janeiro arquivos da corregedoria e CPIA da SEAP-RJ.

Logo, o secretário Dr. Fernando Veloso também será devidamente informado pelos órgãos de inteligência da SEAP, que com certeza tem posse de todas as informações aqui publicadas, principalmente por se tratar de um setor de inteligência sério e independente, com total independência e sem interferência politica . Pelo menos é o que esperamos.

O deputado estadual (PTC) Giovane Ratinho já havia tentado emplacar Josef Panema como diretor outras vezes, junto ao Subsecretário Geral Gilberto Mainoth e com o ex-secretário Dr. Raphael Montenegro, entretanto, seu pedido não foi atendido, ambos alegaram que a imprensa iria cair matando em cima do histórico sombrio de Josef, o que poderia ser a causa que poderia ter levado Josef, supostamente planejar a morte de um jornalista responsável pela cobertura de matérias ligadas a pasta penitenciária. Atualmente, Josef está lotado no Gabinete da Subsecretaria, a pedido do Deputado Giovane Ratinho, que segundo Josef, seria o seu padrinho politico.

Relatos dos leitores

“Atualmente nesta Secretaria existe um processo rígido de busca e cruzamento de dados para nomeação em cargos comissionados, acontece que alguns servidores passam pelo processo de compliance, outros pelo processo de cúmplice e ainda outros pelo processo de complacência.

Saibamos a seguir:

– Compliance:  “Vem do verbo em Inglês To  Cumply”, que significa cumprir, executar, satisfazer, realizar o que lhe foi imposto, ou seja Compliance é o dever de cumprir de estar em conformidade fazendo -se cumprir regulamento interno e externo impostos as atividades da Instituição.

– Cúmplice: o que contribui de forma secundária para o crime de outrem.

– Complacência: Desejo de agradar, de mostrar cortesia ou de servir.

Sendo esses, os três crivos para suposta nomeação nesta Secretaria atualmente, dependendo do indicado, escolher-se-á o quão rigoroso procedimento a ser adotado.

Pelo primeiro apontado “Compliance”

os cargos estratégicos, principais estariam em vacância, valendo -se somente da cumplicidade e da complacência. Atualmente diversos são os Diretores, Coordenadores, Chefes de Gabinete, Subsecretários, figurando em Processos administrativos disciplinares. Réus em processos criminais, polo passivo em sede de Ministério Público entre outros, processos e procedimentos, esses, abduzidos por forças ocultas e incinerados ao espaço. Como se não bastasse, esse rito esdrúxulo, covardemente se escondem por de trás de artifícios fraudulentos para manterem sugestões da Alerj para exercerem o comando nesta casa.

Nunca em tempo algum vivenciamos tanta podridão no planeta Terra, pior que ser alienígena em planeta alheio é ser alienígena em seu planeta de origem.”

Portal TPNews
Portal TPNews

Portal de Notícias Online

Compartilhe

Assine nossa newsletter

 

Nos siga nas redes sociais

 

Veja também

Offshore põe Paulo Guedes no centro da agenda política da semana…

Escândalo revela que ministro Paulo Guedes lucrou com empresa em paraíso fiscal, a cada mês algum membro da equipe de Bolsonaro é pego em escândalo. Desta vez, o ministro da Economia, Paulo Guedes, é suspeito de movimentar  milhões de dólares de forma ilegal no...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site.