Mauricio Demétrio, delegado da Policia Civil, preso por diversos crimes, pede para vestir terno e usar escolta de policiais civis em audiências do TJRJ

Escrito por Portal TPNews

14 de janeiro de 2022

Categoria(s): Sistema Penitenciário

Tag(s): Rio de Janeiro

Rio de Janeiro – Quem não se recorda da melodia cantada pela bela e loira “Angélica”, que nos anos 90,, queria muito ir de taxi, atualmente, uma outra celebridade, acusado de chefiar uma organização criminosa, o delegado Mauricio Demétrio, pediu à Justiça para ir de terno. Maurício Demétrio solicitou a justiça, o direito de se apresentar “com vestimenta social” nas audiências no fórum do Rio. Além do uso de terno e gravata. sua defesa também requereu um tratamento diferenciado quanto à escolta de Demétrio. A alegação seria, “por questão de precaução quanto à segurança do denunciado, evitando contato com outros presos”, a segurança pretendida por Demétrio, teria que ser feita por agentes da Polícia Civil, e não por policiais penais Penais da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap).

Demétrio já teria feito uma exigência anteriormente, com a chegada do atual Secretário, reivindicou um presídio só para policiais civis, logicamente para que fosse atendido os seus interesses, chegando a declarar em desabafo a gestores, onde alegou ser a unidade prisional de Bangu, seria quente demais, exigindo assim, que fosse providenciado sua transferência para Niterói, Entretanto, com a descoberta da articulação, após publicação no Portal Tpnews, que jogou luz na trama que iria sacrificar mais de 60 idosos, para beneficiar 18 policiais civis, dentre eles “Maurício Demétrio”.

A Defensoria Pública, ingressou na justiça com a medida liminar, para interromper um projeto, que só beneficiaria uma pequena parcela de presos dos quadros da Polícia Civil. A medida liminar pretendida, foi de pronto deferida pelo ilustríssimo Juiz da Vara de Execução Penal.

Por hora, derrotado em ambos os pleitos, Demétrio não vai de terno para o TJRJ, nem irá ganhar de presente, um presídio exclusivo em Niterói, quanto a sua escolta, será mesmo executa por o Policiais Penais do SOE-GSE, profissionais devidamente capacitados para a função.

Portal TPNews
Portal TPNews

Portal de Notícias Online

Compartilhe

Assine nossa newsletter

 

Nos siga nas redes sociais

 

Veja também

TERMO DE RETRATAÇÃO

O portal TP News vem publicamente retratar-se com o servidor Cássio Nogueira de Castro, quanto a publicação de matéria publicada na data (16-01), onde de forma equivocada fora mencionada o nome do mesmo. A denúncia recebida por este portal não se relaciona ao servidor...

Carta de Alforria: Abolição no século XXI

Gostaria de externar aqui que a minha indignação quanto a fala hoje do secretário Fernando Veloso, delegado de polícia, no programa Balanço Geral da Record, de forma lamentável, apontou a categoria de policiais penais como incapaz de se autogovernar, de ter uma...

Sistema prisional, celeiro de corrupção e crimes institucionalizados.

Rio de Janeiro - A operação realizada pela Vara de Execuções Penais do Estado do Rio de Janeiro, que teria supostamente desbaratado um esquema de corrupção na Penitenciária Jonas Lopes (Bangu IV). A operação que ocorreu por determinação do juiz Bruno Monteiro Rulière,...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site.