POLICIAIS PENAIS DO AMAPÁ PARALISAM ATIVIDADES POR REALINHAMENTO SALARIAL

30 de outubro de 2021

Categoria(s): Sistema Penitenciário

Tag(s):

AMAPA – O sindicato dos Policiais do Estado do Amapá informou que não conseguiu avançar na pauta de negociação com o Governo do Estado na implementação da tabela salarial de nível superior, em protesto pela falta de valorização da classe, os policias penais irão realizar um ato/paralisação de advertência neste Sábado (30) em frente ao cadeião/IAPEN.

Todas as atividades prisionais serão suspensão por um período de tempo: visitas às unidades prisionais, entrega de uvd, atendimentos e escoltas   de presos, saída de detentos para trabalho e transferências internas serão suspensas. A decisão por paralisar as atividades foi deliberada em assembleia na manhã da sexta feira, 29, em frente a Secretaria de Planejamento-SEPLAN.

O Presidente do SINPP, Policial Mesquita Machado, informou que o canal de diálogo com a Secretaria de Estado do Planejamento foi quebrado. Pelo menos dois pontos estão sendo cobrados pelos policiais penais, todos ligados a melhorias nas remunerações. A direção do sindicato pede o realinhamento da tabela de nível superior, que foi aprovada este ano pelo governo do estado, hoje os Policiais Penais do Amapá é a categoria que ganha o menor salário da segurança pública.

Segundo o Sindicato, o governo não apresentou nenhuma proposta e ou uma política de nivelamento salarial para a classe. Além disso, há um pedido para que sejam aplicados 36% de reposição inflacionária nos salários dos policiais penais como forma de compensação aos anos anteriores em que o governo não concedeu este direito.

“queremos que o governo nos de uma resposta/proposta ao nosso pleito. As secretárias de planejamento e Administração tem, simplesmente, ignorado as nossas tentativas de negociação. Tivemos uma reunião nesta sexta feira, que estavam presentes os secretários: da sejusp, seplan e sead, quando cobramos umas resposta e ou proposta de nivelamento e implementação da tabela de nível superior para o início do ano de 2022, fomos surpreendidos pela equipe de secretários com a resposta de que deveríamos aguardar o governo iniciar as tratativas de data base no ano de 2022.

O presidente do SINDICATO vem cobrando do GEA que apresente uma solução para as demandas apresentada em reunião com SEAD e SEPLAN, O Sindicato vem se reunindo com representantes dessas duas secretarias  há cerca de 4 meses e sempre há novas justificativas e protelação de reuniões. 

O SINPP, porém, já apresentou estudos, levantamentos e impactos financeiros para a implantação da nova tabela salarial de nível superior.

Policiais Penais são trabalhadores de serviços essenciais – ressaltando que o governador Waldez Góes, no início do ano aprovou e transformou por lei os antigos agentes penitenciários, em policiais penais, com garantia de receberem salário com tabela de nível superior, mas até o presente momento o Governo do Estado não implantou esse direito.

Nós somos considerados serviço essencial, responsáveis pela custódia e segurança de presídios, penitenciárias, casas de custódia e cadeias públicas em todo o Amapá, além da escolta de presos e monitoramento de tornozeleiras eletrônicas, também trabalhamos no serviço de ressocialização dos presos, na garantia dos direitos da saúde, educação e na integridade física dos apenados, além de estarmos diariamente no combate e enfrentamento às facções que vêm ceifando vidas de crianças e o povo de bem do Amapá. A atividade é essencial para a segurança e não parou nenhum dia durante toda a pandemia. 

Paulo Moisés B. Lourenço
Paulo Moisés B. Lourenço

Editor chefe do Portal TPNews.
Publicitário, Formado em comunicação Social pela Universidade Gama Filho.

Compartilhe

Assine nossa newsletter

 

Nos siga nas redes sociais

 

Veja também

Corpo decapitada de uma mulher foi encontrado em São Gonçalo

O corpo de uma mulher foi encontrado nesta sexta-feira (26), no bairro de Santa Isabel, Município de São Gonçalo. De acordo relatos de frequentadores do local, que por motivo de segurança não quiseram se identificar. O corpo da vítima, estava em uma área bastante...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site.