Policial Penal pode ter sido assassinado em Queimados, baixada Fluminense do Estado do Rio.

Escrito por Portal TPNews

17 de maio de 2021

Categoria(s): Sistema Penitenciário

Tag(s): Rio de Janeiro

                Rio - O Policial Penal Cléber Perpétuo de 48 anos, foi encontrado morto em linha férrea neste domingo, 16/05 no município de Queimados na Baixada Fluminense, O cenário aparentemente foi montado para que parecesse um atropelamento por um trem, entretanto, pequenos detalhes dá a certeza que se trata de um homicídio, Cleber vinha recebendo ameaças de morte e já havia comunicado a setores da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária do Estado do Rio de Janeiro, quando trabalhou em Bangu III, foi jurado de morte pelo chefe de uma facção Criminosa do Rio, Wilton Carlos Quintanilha, o Abelha, que retornou de presídio Federal para a Penitenciária Gabriel Ferreira Castilho, em 11/09/2017.              
  • Atualmente o traficante “Abelha” está sob custódia no Instituto Penal Vicente Piragibe, no Complexo de Gericinó, Bangu, Zona Oeste do Rio. áudios do próprio Cleber, circulam nas redes sociais, onde acusa o policial penal ainda em vida denuncia servidores da inteligência da SEAP/RJ de terem ido até a sua residência, com veículo oficial, uniformizados e armados, deixando exposta a sua segurança, já que não compartilhava com seus vizinhos a  sua atividade profissional. motivo que pode ter sido crucial para sua identificação como policial por criminosos do local e consequentemente a sua possível execução.

Nosso portal buscou informações com moradores do local, obtivemos a informação de que ele teria sido capturado, espanado até a morte e jogado na linha férrea possivelmente desacordado, e os executores tomaram a sua arma, jogaram fora os três carregadores municiados. Segundo a apuração da Polícia Militar, o agente foi encontrado sem vida por um funcionário da Supervia na linha férrea, com diversas fraturas pelo corpo. Próximo dele, os funcionários encontraram a carteira funcional da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária e uma mochila com pertences pessoais e três carregadores de pistola.

Segundo especialistas, é no mínimo estranho os criminosos dispensaram carregadores com munições, já que a SEAP/RJ fornece sob cautela a seus servidores, pistola, três carregadores e 36 munições marcadas, o que pode ter motivado o descarte dos carregadores e munições.

Recentemente os moradores de Queimados presenciaram uma guerra de Facção no Bairro Simões, área dominada pelo CV (Comando Vermelho), Facção que havia jurado o Policial Cleber Perpétuo, de morte, localizado a 1.400 metros, (menos de um quilometro e meio) da linha férrea.

Considerado de alta periculosidade, Abelha é acusado pela polícia de envolvimento na tentativa de invasão do Morro dos Macacos, em Vila Isabel, no dia 17 de outubro de 2009. Na ocasião, um helicóptero da PM foi abatido a tiros e três policiais morreram. No entanto, o traficante não chegou a ser denunciado pelo Ministério Público por conta do crime.

Portal TPNews
Portal TPNews

Portal de Notícias Online

Assine nossa newsletter

 

Nos siga nas redes sociais

 

Veja também

Offshore põe Paulo Guedes no centro da agenda política da semana…

Escândalo revela que ministro Paulo Guedes lucrou com empresa em paraíso fiscal, a cada mês algum membro da equipe de Bolsonaro é pego em escândalo. Desta vez, o ministro da Economia, Paulo Guedes, é suspeito de movimentar  milhões de dólares de forma ilegal no...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site.